Floral sertanejo

by 14:40 0 comentários
Flor do sertão, 
És bela, musa
Dos poetas, és canção
Até que todos iludas

Flor de maracujá, 
Encanto dos reis,
Seja cangaço, seja burguês,
Tiras de todos um olhar

Flor de cactácea,
De milagres, cheia
Que em ti doçura nasça, 
Dos sertões, és a sereia

Flor cor de urucum, 
De textura exuberante,
Alegria do viajante, 
Não há mais viva em canto algum

Flor camaleoa, 
Flor de juá
Das terras, és a garoa
És o mistério do luar.

Natália Monte

Developer

A paixão pela escrita sempre foi característica de Natália Monte: alagoana de gênio forte, começou a escrever quando criança, e o envolvimento com as letras só aumentou com o passar dos anos. Escreve o que pensa, o que vê e o que sente. Descreve através desta página a maneira singular com a qual vê o mundo, sua proposta é justamente expor tal universo particular, ou melhor, seu "reino". E como em todo conto infantil os reis são a autoridade máxima, a autora brinca: " Um dia, fui rei!". Rei de suas ideias, aspirações, e do colorido único que só sua imaginação tem.

0 comentários:

Postar um comentário