A bailarina

by 04:10 0 comentários
A bailarina dançava
E quem a olhava
Se enganava
Pois ela girava,
E uma lágrima rolava

A bailarina dançava
Sua tristeza
E o povo se alegrava
Com sua nobreza, 
Elegância de princesa

Ora, a bailarina é atriz
Esconde o que sente,
Não dança o que diz,
Brinca com as gentes
Como se vivesse contente

Pobre bailarina! 
Incompreendida por chorar!
Será mesmo sua sina 
Rodopiar sem parar?
Ela só queria sonhar

A bailarina dançava,
Mas queria mesmo o descanso,
Causava deleite em quem a olhava,
Em verdade, queria ter um pouso manso
Uma vez cisne, agora quer ser ganso

Ah, bailarina...não vais parar? 







Natália Monte

Developer

A paixão pela escrita sempre foi característica de Natália Monte: alagoana de gênio forte, começou a escrever quando criança, e o envolvimento com as letras só aumentou com o passar dos anos. Escreve o que pensa, o que vê e o que sente. Descreve através desta página a maneira singular com a qual vê o mundo, sua proposta é justamente expor tal universo particular, ou melhor, seu "reino". E como em todo conto infantil os reis são a autoridade máxima, a autora brinca: " Um dia, fui rei!". Rei de suas ideias, aspirações, e do colorido único que só sua imaginação tem.

0 comentários:

Postar um comentário