Papo de boteco

by 14:10 0 comentários
Vem cá, vem pro bar
Vamos falar
Sobre a efemeridade da vida: 
Me diz se o céu é azul,
Se o café esfriou
Se o amor é banal ; 
Me diz quantos mortos hoje
Na favela, nas drogas
Diz se alguém vai nos salvar,
Se essa frieza vai nos consumir,
Se vou morrer sozinha ; 
Me conta do terrorismo
E das bombas nucleares:
Se o peito apertar, pode chorar ,
Não me importo
Só quero saber
Das verdades caladas,
Quebrar a censura...
Mas nos olham com chumbo nos olhos
E pedras nas mãos...
Somos apenas dois bêbados,
Incrédulos numa mesa de bar.

Natália Monte

Developer

A paixão pela escrita sempre foi característica de Natália Monte: alagoana de gênio forte, começou a escrever quando criança, e o envolvimento com as letras só aumentou com o passar dos anos. Escreve o que pensa, o que vê e o que sente. Descreve através desta página a maneira singular com a qual vê o mundo, sua proposta é justamente expor tal universo particular, ou melhor, seu "reino". E como em todo conto infantil os reis são a autoridade máxima, a autora brinca: " Um dia, fui rei!". Rei de suas ideias, aspirações, e do colorido único que só sua imaginação tem.

0 comentários:

Postar um comentário