República Federativa das Tragédias

by 17:07 0 comentários
De um beijo de céu e terra,
Nasceu o Brasil: 
Calor da alma,
Estrela,
Encantos mil;
Brotou...
De dentro do oceano,
Fez-se curvo,
Fez-se plano,
Fez-se filho do escambo
Tupiniquim e do homem branco,
E segue, permanece
Aos trancos e barrancos,
Regido de preces,
Coletando prantos.
Chora, Brasil, pode chorar:
O político mentiu,
Disse que nos ia representar. 

Natália Monte

Developer

A paixão pela escrita sempre foi característica de Natália Monte: alagoana de gênio forte, começou a escrever quando criança, e o envolvimento com as letras só aumentou com o passar dos anos. Escreve o que pensa, o que vê e o que sente. Descreve através desta página a maneira singular com a qual vê o mundo, sua proposta é justamente expor tal universo particular, ou melhor, seu "reino". E como em todo conto infantil os reis são a autoridade máxima, a autora brinca: " Um dia, fui rei!". Rei de suas ideias, aspirações, e do colorido único que só sua imaginação tem.

0 comentários:

Postar um comentário