Femme

by 14:59 0 comentários
Tente...
Antes de criticar, subestimar, reclamar e culpabilizar,
Tente ser mulher.

Tente nascer e já ter uma série de censuras,
Tente ser desacreditada, subestimada
E injustiçada no mercado de trabalho.

Tente crescer ouvindo que você é inferior,
Fraquinha e incapaz.

Tente ser objetificada pela cultura de massa,
Tente passar pelas mudanças hormonais.

Tente sentir a dor da ovulação, das cólicas,
Dos partos, da endometriose.

Tente sentir a dor nos seios, 
A enxaqueca e a vertigem.

Tente entender o chumbo e os anseios
De não poder decidir sobre o próprio corpo.

Tente aprender a sorrir e ficar calada,
Tente aceitar que sempre estará errada.

Tente ser criança e já ser julgada,
Tente ter os sonhos minimizados.

Tente receber salários menores,
Tente ser tachada de vitimista.

Tente ser criada para ser um passatempo, 
Tente receber apelidos sexuais.

Tente sentir a pressão dos padrões de beleza,
Tente não ser abusada.
Tente não ser injustiçada...

Antes de apontar e humilhar,
Engula seu egoísmo,
Reconheça sua mesquinhez,
E tente ser mulher!

 

Natália Monte

Developer

A paixão pela escrita sempre foi característica de Natália Monte: alagoana de gênio forte, começou a escrever quando criança, e o envolvimento com as letras só aumentou com o passar dos anos. Escreve o que pensa, o que vê e o que sente. Descreve através desta página a maneira singular com a qual vê o mundo, sua proposta é justamente expor tal universo particular, ou melhor, seu "reino". E como em todo conto infantil os reis são a autoridade máxima, a autora brinca: " Um dia, fui rei!". Rei de suas ideias, aspirações, e do colorido único que só sua imaginação tem.

0 comentários:

Postar um comentário